50 � F�rum do Comit� Paulista para a D�cada da Cultura de Paz
- um programa da UNESCO -


CULTURA DE PAZ
- N�O ESTAMOS CONDENADOS � VIOL�NCIA -

Professora Lia Diskin


A alian�a entre o movimento mundial pela Cultura de Paz, desencadeado pela UNESCO,
e as pesquisas sobre a Paz iniciadas na segunda metade do s�culo 20, evidenciam a urg�ncia
de encontrar uma nova base de conviv�ncia democr�tica, um repert�rio de conhecimentos
capaz de minimizar as escandalosas injusti�as sociais, a exclus�o geradora de viol�ncia e a
a��o predat�ria sobre os parcos recursos que restam no planeta. Tal revolu��o demanda
redefinir prioridades, ampliar a percep��o da realidade e acionar valores de integra��o social �
o que significa abrir caminhos a um novo paradigma.

Entretanto, os paradigmas n�o se instituem, n�o nascem por decreto, se constr�em.
S�o fruto de processos nos quais a consci�ncia coletiva vai metabolizando novas vari�veis
para dar conta dos desafios que a complexidade crescente lhe apresenta. A mat�ria prima de
tais desafios est� nas conseq��ncias das escolhas realizadas num passado pr�ximo ou remoto.
No acontecer humano, na hist�ria da nossa esp�cie, h� um encadeamento de causas e feitos
� nem sempre linear � que nos permite olhar para tr�s e para frente em busca de modalidades
de ser e estar no mundo mais satisfat�rios e desej�veis, o que demanda conhecer para
poder agir, e conhecer e agir para poder mudar
.

A Cultura de Paz tem duas miss�es: primeiro desvendar, tornar vis�veis as viol�ncias
que se perpetuam pela omiss�o e/ou aceita��o de condi��es humilhantes como sendo pr�prias
das din�micas sociais, inevit�veis ou, pior ainda, intr�nsecas � natureza humana. Segundo,
implementar novas tecnologias de conviv�ncia que abordem o conflito como instrumento
necess�rio � manuten��o democr�tica dos relacionamentos. Uma sociedade pautada na
liberdade � plural, portanto as diverg�ncias n�o devem ser impedidas, mas trabalhadas de
modo edificante para que as partes envolvidas possam descobrir espa�os de articula��o e
crescimento m�tuo, reafirmando que a paz � sempre poss�vel, e a viol�ncia, evit�vel.


Lia Diskin, formada em Jornalismo com especializa��o em Cr�tica Liter�ria, co-fundadora da
Palas Athena, coordenadora do Comit� Paulista para a D�cada da Cultura de Paz. Recebeu a
Medalha da Associa��o Cultural Internacional Gibran (ACIGI) por "Acrescentar ao Progresso
do Ocidente a sabedoria do Oriente" e homenagem do World Trade Center S�o Paulo para
aqueles que constr�em a cultura de paz. Recentemente recebeu da UNESCO o Diploma de
Reconhecimento por suas atividades na �rea da Cultura de Paz durante as comemora��es dos
60 anos da UNESCO.

ENTRADA FRANCA

3 de agosto de 2006 - quinta-feira - 19 horas
Audit�rio do MASP - Museu de Arte de S�o Paulo Av. Paulista, 1.578 -
S�o Paulo - SP (Esta��o Trianon-Masp do Metr�)


Realiza��o: Comit� Paulista para a D�cada da Cultura de Paz

voltar