40º Fórum do Comitê Paulista para a Década da Cultura de Paz
- um programa da UNESCO -


O BRASIL NO MUNDO:
RAÍZES DA IDENTIDADE BRASILEIRA

Prof. Dr. István Jancsó


A proposta é colocar em discussão, com a análise centrada no âmbito
do processo de formação dos Estados nacionais, as matrizes da
identidade brasileira que
, engendradas no início do século XIX,
expressam ainda hoje uma das faces menos iluminadas do enigma
brasileiro. Partindo das tensões entre a construção do Estado e da
nação, e colocando em destaque a peculiar articulação da diversidade
constitutiva do universo brasileiro, objetiva-se conferir destaque aos
mecanismos de construção da memória coletiva como instrumento de
projetos nacionais.

Ainda que se tenha como acertado que a formação do Estado nacional
brasileiro resultou de um processo de grande complexidade ao qual é
equivocado reduzir à ruptura, em 1822, do pacto que integrava as
partes da América no Império português, é preciso reconhecer que a
complexa interface entre a emergência e consolidação deste Estado, e
as da nação em cujo nome ele foi instituído, constitui um dos mais
renitentes "buracos negros" da História brasileira.

Problema de interesse restrito a acadêmicos? É evidente que não, pois
a compreensão das estruturas nacionais, desses espaços de coesão
grupal resultantes de longa sedimentação histórica
de interesses,
códigos, de identidades e de artefatos culturais e políticos, permanece
dotada da mais urgente atualidade, até porque é neste âmbito que
reside o acesso à compreensão, com evidentes implicações práticas,
da natureza íntima dos processos de coesão grupal, que os são
também da luta de classes, instância que engendra o substrato das
formas concretas de cooperação e/ou conflito que se desdobram em
seu interior.


István Jancsó: Professor do Departamento de História da Faculdade de Filosofia, Letras
e Ciências Humanas da USP e Diretor do Instituto de Estudos Brasileiros da USP. Foi
professor da PUC-SP, Universidade Federal da Bahia e da Universidade de
Nantes/França. É autor de vários livros e artigos em revistas especializadas sobre a
história da formação do Estado e da nação brasileiros, dentre os quais: Cronologia de
História do Brasil Colonial; Na Bahia contra o Império; Brasil: Formação do Estado e da
nação; Festa: cultura e sociabilidade na América portuguesa
.


ENTRADA FRANCA


10 de maio de 2005 – terça-feira – 18 horas

Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Auditório Paula Souza

Av. Dr. Arnaldo, 715 - São Paulo - (Estação Clínicas do Metrô)

Realização: Comitê Paulista para a Década da Cultura de Paz
- um programa da UNESCO -
voltar