38º Fórum do Comitê Paulista para a Década da Cultura de Paz
- um programa da UNESCO -


REDES DE COMPROMISSO SOCIAL:
ESTRATÉGIA CONTEMPORÂNEA
EM GESTÃO SOCIAL

Profa. Dra. Rose Marie Inojosa

Na sociedade contemporânea há uma geração ativa da pobreza e da
desigualdade em função do modelo de produção, que permite que a riqueza cresça
sem que cresça igualmente a inserção das pessoas e seu acesso a bens e
serviços.

As escolhas que a sociedade tem feito na sua ação direta, e por meio do
Estado, muitas vezes têm sido inadequadas ou insuficientes para 1) reduzir a
desigualdade; 2) impedir a ruptura dos laços sociais e a sua manifestação por
meio da violência; 3) garantir o acesso universal e equânime a serviços e
condições de vida que são direito do cidadão; 4) lidar com o "mal-estar" dos
incluídos.

Considerando que situações sociais complexas demandam uma sinergia que
ações isoladas e setorializadas não têm capacidade de alcançar, as redes se
apresentam como uma possibilidade de reunir parceiros autônomos, mobilizados
por um mesmo objetivo, para a realização de ações articuladas, com sua
diversidade de visões, opiniões e riquezas.

O modelo das redes não é novidade. O mercado o utiliza largamente, e
também existem na sociedade "redes do mal", da corrupção, do tráfico. Um modelo
não é bom nem mau em si, mas tem virtudes e potenciais.

Para a gestão social, algumas características do modelo em rede, como a
integração cooperativa de parceiros; a potencialização e legitimação de ações; a
manutenção das identidades e autonomia dos entes, e a flexibilidade e
horizontalidade nas relações podem ser muito úteis. Porém, a característica
determinante que possibilita ao modelo em rede ter um diferencial positivo para o
alcance de resultados de programas e projetos sociais é o compartilhamento dos
valores da cultura de paz, do compromisso com o sofrimento do outro e a
solidariedade.

A proposta deste Fórum é dialogar sobre o modelo das redes e sobre
experiências que vêm trabalhando com esse modelo, buscando considerar seus
ganhos, fragilidades e potencialidades.


Profa. Dra. Rose Marie Inojosa é membro-fundador da Rede Gandhi: Saúde, Cultura de
Paz e Não-violência; secretária executiva do CONASEMS – Conselho Nacional dos
Secretários Municipais de Saúde e coordenadora de Projetos da FUNDAP – Fundação do
Desenvolvimento Administrativo.
Mestre em Ciências da Comunicação e Doutora em Saúde Pública.


ENTRADA FRANCA

15 de março de 2005 - terça-feira - 18h
Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Auditório Paula Souza
Av. Dr. Arnaldo, 715 - São Paulo - (Estação Clínicas do Metrô)

Realização: Comitê Paulista para a Década da Cultura de Paz
- um programa da UNESCO -
voltar