36º Fórum do Comitê Paulista para a Década da Cultura de Paz
- um programa da UNESCO –



MEDIAÇÃO – UMA PRÁTICA CIDADÃ

Drs. Cássio Filgueiras, Célia Cristina Whitaker e Denis Rodriguez


A mediação pressupõe a possibilidade de se produzir um impacto
positivo nas condições de vida dos centros urbanos, reduzindo-se o nível
de conflitos interpessoais e entre grupos. Fortalece a capacidade das
pessoas analisarem situações e tomarem decisões efetivas por si
mesmos. Humanizar as pessoas em relação às outras, ajudá-las a
transcenderem seus pressupostos e perceberem uns aos outros com
preocupações e necessidades.

Favorecer o desenvolvimento da autonomia, valorizar o diálogo e a
cooperação, significam prevenir conflitos, promover a saúde do tecido
social e a convivência positiva, pressupondo o mundo como multicultural
e multifacetado.

Ao apostar nessa mudança de paradigma (mediação como instrumento
de transformação para a cultura de paz) opta-se por um Estado mais
dinâmico e moderno, mas, sobretudo, menos oneroso e voltado para a
redução dos índices de violência e desigualdade social – essa é uma
verdadeira política pública de baixíssimo custo orçamentário e alto
impacto educacional.

Abordaremos também: o nosso projeto (o documentário Mediação Brasil-
Canadá), o aprendizado da mediação social no Québec. A falta de acesso
à Justiça e as redes paralelas de pacificação.

O projeto tem apoio da Agência CIDA (Canadian International
Development Agency), Consulado Geral do Canadá em São Paulo, ASTER
PETRÓLEO, UNESCO, SECS-SP, CENTRE JEUNESSE DE MONTRÉAL, IBDFAM
(Inst. Brasileiro de Direito de Família), SBP-SP (Sociedade Brasileira de
Psicanálise), IMAB, CEREMA, BG Mediação Interdisciplinar, IPAZ e Pró-
Mulher Família e Cidadania.


Cássio Filgueiras, produtor e idealizador do documentário "Mediação Familiar Brasil-
Canadá"; é advogado e mediador treinado pelo Centre Jeunesse de Montreal.
Célia Cristina Whitaker, produtora executiva do documentário; advogada pela USP,
especializada em Terceiro Setor.
Denis Rodriguez, diretor e roteirista do documentário; é videoartista, fotógrafo e bacharel
em Direito pela USP (foi diretor do Departamento Jurídico do C.A. XI de Agosto). Dirigiu e
produziu o documentário Sónar (9') em parceria com o Itaú Cultural, estúdios Mega e
MTV/Brasil. Dirigiu e produziu os curtas: Courier (2000), Condessa (2000) e N-7 (2002),
que participaram da mostra MIS de Vídeo, do Panorama MAM de vídeo e dos Festivais Mix
Brasil de São Paulo, Rio, Brasília, Porto Alegre e Buenos Aires de 2000 e 2001.


ENTRADA FRANCA

5 de Outubro de 2004 – terça-feira – 18h

Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Auditório Paula Souza
Av. Dr. Arnaldo, 715 – Estação Clínicas do Metrô

Realização: Comitê Paulista para a Década da Cultura de Paz
- um programa da UNESCO -

voltar